segunda-feira, maio 15, 2006


Luto sim
Alinne Aquino

O dia amanhece cinzento, com marcas sangrentas e som fúnebre. Mal se consegue controlar o medo, a angustia, o desprezo, a revolta e outros sentimentos que acordou conosco.
Aqueles que juraram proteger suas famílias foram julgados e culpados até que se provem ao contrario. E aqueles que foram inocentado e protegido pelos direitos humanos são inocentes até que se prove ao contrario. Essa e a lei que prevalece hoje no Brasil e outros países.
“Matei, mas tenho direitos”. Esse e o lema daqueles que botam terror diante uma sociedade que se diz democrática. As nossas vanguardas da Democracia são aqueles que julgamos e culpamos por atitudes de precisão, a Policia.
Os verdadeiros Heróis de um mundo que está descontrolado e sem rumo. Um mundo cheio de teorias e poucas praticas. Um Brasil sem itinerário, com um presidente “marionete”. A onde vamos parar? Que países e esse? O buraco que sempre está mais em baixo, hoje sacudiu pra cima a poeira.
A plebe está escondendo-se da morte que um dia chega, e chega para todos. Não se vê os lutadores por uma idealização, quando os estados do Brasil estão abeira de ser comandado por bandidos super protegidos. Será que mais uma vez, vai se fechar os olhos? Esperamos que não.
Quem manda nesse país hoje, são os corruptos, bandidos, ladrões, mentirosos e um Luis Inácio Lula da Silva - o viajante. Assim continua, ou se luta por uma mudança. Que comece já.
Postar um comentário

Folha.com - Ilustrada - Principal