terça-feira, setembro 01, 2009

Segundo passo

Uma certa vez alguém me disse aos sussurros que a oportunidade aparece, só precisamos aprender a agarrar a oportunidade.

Não foi diferente com a sonhadora Clara. Cada passo dela era metricamente calculado por medo de errar. O que Clara não sabia ou esquecera com o passar dos anos é que errando que se aprende.

Durante anos, desde que largou a adolescência rebelde,  ela começou a se controlar para agir de modo correto. Mas isso durou até um certo tempo. Um dia Clara acordou triste e resolveu chutar o balde.

Literalmente!

Clara sorriu! Depois de anos que ela andava na linha sobre o controle do certo e errado. E agora ela simplesmente molhou todo o chão de sua sala e em nenhum momento passou por sua cabeça a preocupação de que à água iria estragar alguma coisa. 

Aos 35 anos, Clara teve seu momento de liberdade quebrou as regras que ela mesmo tinha estabelecido. 

Por mais bobo que o balde água significa ele foi o símbolo da libertação para uma mulher que vivia com medo de errar e ser julgada. Mas a vida lhe dá poucos presentes, porque não "Ousar"?


Até os meus próximos passos!
Postar um comentário

Folha.com - Ilustrada - Principal