sábado, março 27, 2010

Observe!

As pessoas vão ao supermercado com uma unica finalidade, levar coisas gostosas, encher os armários e acabar com uma TV de Led de 42 polegadas dentro do carrinho.
Mas para Alice é uma oportunidade de ser esquecida dentro do carro. Em um momento  de solidão, ela observa os fatos e acontecimentos e reflete sobre sua vida.
A pequena mulher  vê brigas, amores confusos, pais super-protetores, pessoas com pensamentos distantes, outras esperando alguém. Entre a observação e a reflexão, Alice relaciona tudo com a sua vida. 
Uma vida perdida, como ela mesmo diz. Objetivos frustrados que se tornaram facas agudas e vozes diárias. Um vazio existencial. Alice percebe que o irreal e o imaginário não se concretizou e tudo caiu na rotina. Os seus desejos em torno desses pensamentos são de dar a volta a por cima e não deixar a esperança se esvair-ar. 

A luta dela é diária, Observe!


Até os meus próximos passos!
Postar um comentário

Folha.com - Ilustrada - Principal